Agentes comunitários de saúde engrossam combate à dengue Imprimir
Qua, 18 de Março de 2020 09:45

 

Agentes Comunitarios - Dengue

Patrícia Cavalini

Os agentes comunitários de saúde de Santa Adélia também estão ajudando no combate à dengue no município. Além de todo o trabalho realizado pelo Sercesa (Serviço de Controle de Endemias), com visitas, campanhas de prevenção, bloqueios e outras diversas ações, ganha o reforço dos agentes.

“Todos sabem que os agentes têm acesso aos munícipes durante suas visitas, e por isso, estão nos ajudando a combater o mosquito Aedes aegypti, orientando a população sobre cuidados e prevenção. É um trabalho importante e nós agradecemos esse reforço”, disse o prefeito Guilherme Colombo da Silva.

O prefeito lembra que várias cidades da região estão com epidemia de dengue e que o trabalho dos agentes comunitários e dos agentes de vetores do Sercesa estão ajudando para que os casos da doença não proliferem em Santa Adélia.

“Combater a dengue é um dever de todos. Só com a união entre o Poder Público e a população é que podemos acabar com os criadouros do Aedes”, salientou Guilherme.

Para prevenir que o mosquito deposite seus ovos, não deixe água parada. Limpeza constante em quintais, varandas e lugares abertos são essenciais. Também é necessário sempre estar de olho em ralos, pratos de plantas, recipientes da geladeira, e outros lugares onde a água possa acumular.

Caso tenha febre alta (maior que 38.5ºC), dores musculares intensa, dor ao movimentar os olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo, procure a unidade de saúde mais próxima que pode ser dengue. Além da dengue, o Aedes aegypti também transmite a chikungunya, zika e febre amarela.