Home Saúde Atendimentos na Saúde de Santa Adélia passam de 70 mil no primeiro semestre
Atendimentos na Saúde de Santa Adélia passam de 70 mil no primeiro semestre PDF Imprimir E-mail
Ter, 31 de Julho de 2018 17:36

Patrícia Cavalini

Os seis primeiros meses de 2018 mostram que o atendimento prestado pela Secretaria Municipal de Saúde de Santa Adélia continua com números expressivos.

Um deles é o de atendimento médico aos pacientes sem que eles tenham que sair de casa. São as chamadas consultas domiciliares, feitas por médicos e enfermeiras dentro do programa Estratégia Saúde da Família.

De janeiro a julho foram 909 visitas. “As consultas atendem especialmente as pessoas que não podem se locomover até a unidade de saúde. Têm se mostrado uma ferramenta eficiente para curar os doentes e prevenir que fiquem enfermos novamente, além de estabelecer um importante vínculo entre o médico e o paciente”, avalia o secretário da Saúde, Fabrício Franco.

O secretário também destacou o número de consultas médicas registradas nas unidades do município. Já são 23.756. Além disso, foram realizados 39.298 exames laboratoriais.

Os atendimentos realizados pela fisioterapia também impressionam: foram 3.107. “A partir de agora, esse serviço também terá um diferencial, já que está atendendo em um novo espaço, com duas salas de atendimento e mais uma sala de avaliação. É um excelente espaço. Já temos profissionais de qualidade e agora também contamos com um espaço físico, mobiliários e aparelhos novos”, explicou o prefeito Guilherme Colombo da Silva.

Avanço também notado no diagnóstico de doenças, pois hoje a cidade conta com equipamentos, em sua rede, para exames como ultrassonografias e endoscopias. “Em 2018 já realizamos 33 endoscopias no município e 104 ultrassons”, disse Fabrício.

O prefeito Guilherme afirma que a saúde é uma das suas prioridades. “Vejo estes números como avanços e conquistas e também como algo a que o cidadão tem direito, pois é nosso dever, como governantes, garantir o acesso à saúde”, apontou.

Outro ponto importante, que o prefeito sempre apontou como uma de suas prioridades é a saúde bucal. O atendimento odontológico tem procurado oferecer prevenção e tratamento aos pacientes e os números são reveladores. Só em 2018, já foram entregues 85 próteses dentárias, além de 2.647 atendimentos realizados nos consultórios.

Outro ponto lembrado pelo secretário de Saúde foi o atendimento realizado pelo setor de Psicologia: 515 atendimentos de janeiro a junho.

“Não é fácil promover todas estas ações neste setor, pois a cidade ainda tem educação, transporte, infraestrutura e tantas outras demandas. Mas procuramos fazer o nosso melhor com o orçamento que a cidade tem”, disse Guilherme.

O prefeito lembra que os últimos meses têm se mostrado especialmente difíceis, pois com a queda na arrecadação, o poder de compra e de investimentos do município caiu significativamente. “Nosso cobertor é curto para tantas necessidades, mas acredito que o trabalho bem feito, como nossa equipe da Saúde sabe fazer, garantirá que a população continue tendo acesso aos serviços que podemos prestar”, finalizou.