Home Social Comemoração ao Dia Internacional da Família traz alegria e diversão para Santa Adélia
Comemoração ao Dia Internacional da Família traz alegria e diversão para Santa Adélia PDF Imprimir E-mail
Ter, 22 de Maio de 2018 15:49

Patrícia Cavalini

No dia 15 de maio comemorou-se o Dia Internacional da Família. E para celebrar a data, CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), Fundo Social de Solidariedade e Secretaria Municipal do Bem-Estar Social, em parceria com a Prefeitura de Santa Adélia, promoveram um dia de atividades voltadas para as famílias.

O público alvo desta ação foram as crianças e famílias que participam dos Programas de Transferência de Renda estadual e federal, do Programa Viva Leite e as que frequentam o Centro Municipal de Complementação Educacional.

O Dia Internacional da Família foi instituído pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas em 1993, e foi celebrado pela primeira vez em 1994. Entre as mensagens que a ONU procura divulgar com essa data estão a importância da família na sociedade; sua relevância na educação das crianças; divulgar mensagens de amor, respeito e união, elementos essenciais para o relacionamento de todos os componentes da família; alertar a sociedade para os direitos e responsabilidades das famílias; sensibilizar os cidadãos para as questões sociais, econômicas e demográficas que afetam a família; sensibilizar a população sobre os diferentes tipos de família que existe, sendo todas completamente legítimas.

As atividades oferecidas foram brincadeiras individuais e coletivas; oficina de pintura, com giz de cera; oficina de massa de modelar; pintura facial artística; escultura em balão; cama elástica; além de receberam a visita dos personagens Mickey e Minnie. Os participantes também ganharam pipoca, algodão doce e água para toda a família.

“Durante toda a tarde que passamos com as famílias foi possível ver a união, respeito entre as pessoas que estavam presentes, as crianças se divertindo umas com as outras e com seus familiares, os pequenos se divertindo com brincadeiras simples que somente pessoas mais velhas se lembravam. Tudo isso nos alegra muito e nos faz perceber que lutar pela família, independente de sua configuração, sempre vale a pena”, contou Marcela Alvares, secretária do Bem-Estar Social.