piloto_floresta_urbana.jpg

Home Educação Festas Juninas animam escolas municipais de Santa Adélia
Festas Juninas animam escolas municipais de Santa Adélia PDF Imprimir E-mail
Ter, 09 de Julho de 2019 09:16

Festas Juninas Escolas 1

Patrícia Cavalini

As escolas municipais de Santa Adélia realizaram durante todo o mês de junho suas Festas Juninas. A comemoração é esperada ansiosamente por alunos, funcionários e professores.

 

Cada unidade escolar preparou sua festa com danças, quadrilhas e diversas guloseimas. Os alunos capricharam nos trajes e as escolas foram todas decoradas. Algumas tiveram barraca do beijo, quadrilhas malucas, danças diferentes, casamentos caipiras, entre outras atrações. Além disso, todos puderam aproveitar os deliciosos quitutes juninos como bolo, amendoim, doces, cachorro quente, chocolate quente, pipoca, entre outros.

"As Festas Juninas nas escolas e creches foram preparadas com muito carinho para receber alunos, pais e visitantes. As escolas, como manda a tradição, estavam muito enfeitadas, as danças e as quadrilhas muito bem ensaiadas e os figurinos perfeitos, tudo muito caprichado. E para completar doces, amendoim e pipoca não faltaram", elogiou a secretária da Educação Sandra Simon.

"Fazemos tudo com muito carinho para manter viva essa cultura da Festa Junina em nosso ambiente escolar. Agradeço a todos das escolas e creches que se empenharam nos preparativos e também a Cozinha Piloto que ajudou com as guloseimas. Também agradecemos ao apoio do prefeito Guilherme Colombo da Silva e da primeira-dama Jucieli Costa, que sempre incentivam as ações da Educação, pensando e cuidando das crianças com carinho de pai e mãe", finalizou a secretária.

        Festas Juninas

Na época da colonização do Brasil, após o ano de 1500, os portugueses introduziram no país muitas características da cultura europeia, como as Festas Juninas. Mas o surgimento foi no período pré-gregoriano, como uma festa pagã em comemoração à grande fertilidade da terra, às boas colheitas, na época em que denominaram de solstício de verão. Essas comemorações também aconteciam no dia 24 de junho, para nós, dia de São João.

Eram conhecidas como Joaninas e receberam esse nome para homenagear João Batista, primo de Jesus, que, segundo as escrituras bíblicas, gostava de batizar as pessoas, purificando-as para a vinda de Jesus. Assim, passou a ser uma comemoração da Igreja Católica, onde homenageiam três santos: no dia 13 a festa é para Santo Antônio; no dia 24, para São João; e no dia 29, para São Pedro.

Com o passar dos anos, as Festas Juninas ganharam outros símbolos característicos. Como é realizada num mês mais frio, enormes fogueiras passaram a ser acesas para que as pessoas se aquecessem em seu redor. Várias brincadeiras entraram para a festa, como o pau de sebo, o correio elegante, os fogos de artifício, o casamento na roça, entre outros, com o intuito de animar ainda mais a festividade.

As comidas típicas dessa festa tornaram-se presentes em razão das boas colheitas na safra de milho. Com esse cereal são desenvolvidas várias receitas, como bolos, caldos, pamonhas, bolinhos fritos, curau, pipoca, milho cozido, canjica, dentre outros.

Festas_Juninas_Escolas_1Festas_Juninas_Escolas_2Festas_Juninas_Escolas_3Festas_Juninas_Escolas_4Festas_Juninas_Escolas_5Festas_Juninas_Escolas_6Festas_Juninas_Escolas_7Festas_Juninas_Escolas_8Festas_Juninas_Escolas_9