BannerMunicipioVerdeAzul

Home Meio-Ambiente Importância do tratamento de esgoto é discutida durante visitas à ETE
Resolução conselho municipal de meio ambiente Guia de Arborização Urbana
Importância do tratamento de esgoto é discutida durante visitas à ETE PDF Imprimir E-mail
Qui, 13 de Setembro de 2018 21:38

Patrícia Cavalini

A Prefeitura de Santa Adélia leva alunos e população em geral para visitas guiadas à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). O principal objetivo é despertar para a necessidade de preservação dos recursos hídricos, a partir do uso consciente da água e destino correto do esgoto. As atividades buscam, sobretudo, reafirmar a necessidade da participação individual e coletiva para a gestão do meio ambiente e para a manutenção e mudanças de comportamento necessárias para a melhoria da qualidade de vida.

Para os alunos, as visitas buscam despertar a conscientização ambiental, bem como trazer o conhecimento prático sobre os assuntos abordados em sala de aula, consolidação do aprendizado e formação de opiniões ambientalmente corretas.

As visitas são realizadas no sentido de que todos os alunos que passam pela rede pública de ensino tenham essa oportunidade, de conhecer a Estação de Tratamento de Esgoto com explanações sobre o sistema de tratamento, bem como seu funcionamento e ainda as consequências do esgoto lançado nos corpos hídricos. As visitas são sempre monitoradas pelo responsável do setor, Manoel Carlos Palma.

De acordo com as professoras, o objetivo da visita é mostrar aos alunos como a Lagoa de Tratamento de Esgoto Funciona e o impacto que ela tem para a melhoria do meio ambiente. “A Lagoa de Tratamento traz benefícios para a natureza e para os seres humanos, pois impede que os rios sejam poluídos. Neste caso é o rio São Domingos, que no futuro poderá ter peixes para a alimentação”, apontam.

Os visitantes também aprendem que a Lagoa de Tratamento traz benefícios para a natureza e para os seres humanos, pois impede que os rios sejam poluídos. “Também alertarmos que a falta de saneamento básico leva à contaminação de várias doenças, como hepatite, leptospirose, cólera, doenças de pele, diarreia, tifo, febre amarela, viroses, amarelão, esquistossomose, dentre outras”, contou o responsável pela ETE.