Home Saúde LIRAa aponta índice de infestação de 0,67% do Aedes aegypti em Santa Adélia
LIRAa aponta índice de infestação de 0,67% do Aedes aegypti em Santa Adélia PDF Imprimir E-mail
Seg, 29 de Outubro de 2018 11:39

Patrícia Cavalini

O Sercesa (Serviço de Controle de Endemias de Santa Adélia) realizou na primeira semana de outubro o LIRAa (Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti).

O objetivo é levantar uma amostragem larvária do Aedes aegypti no município para obter a estimativa da infestação pelo vetor da dengue.

O resultado do índice de infestação ficou em 0,67%, abaixo do preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que é de 1%.

Segundo a coordenadora do Sercesa, Fernanda Bolognini Franco, foram visitados 300 imóveis e os agentes encontraram água parada em garrafas retornáveis, baldes, regadores, latas e frascos utilizáveis, pratos e vasos de plantas, ralos, vasos sanitários, pneus, entulho de construção, lonas, encerados e peças de sucata.

“Durante as vistorias foram encontradas larvas em dois vasos sanitários, um estava fixo dentro de casa, e o outro era entulho de construção que o morador retirou e deixou no quintal e também em um ralo interno. Em análise realizada pela Sucen, as larvas dos vasos sanitários foram positivas para o mosquito Aedes aegypti e as larvas do ralo foram negativas”, explicou a coordenadora.

“Pedimos, mais uma vez, a colaboração de todos em manter os quintais limpos, sem lugares onde possa acumular água. Estamos entrando em um período de muitas chuvas e qualquer quantidade de água parada serve para o mosquito depositar seus ovos. Esta é uma luta de todos nós, por isso, todos devem fazer a sua parte”, finalizou Fernanda.