Screenshot_2020-05-15_SCPI_9_0_-_Transparencia.png

e-SIC

LogoOuvidoria

LogoTransparencia

banner-siafic

Rádio Santa Adélia

 

portal do cidadao

ITR01.jpg

holerite-oline.jpg

Mapa da cidade

Clique sobre a imagem

mapa_small

Fotos da Cidade

Links Úteis

 

Creche

Conheça nossa Instalação Modelo: Creche Escola Centenário

Visitação: Das 8h às 16h

Endereço: Rua Sebastião Rodrigues, nº 1085

Telefone: (17) 3571-4031

Agende sua visita!

Saiba mais sobre o coronavírus e como se prevenir

midiasB.jpg

O que é coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1...

Entre as medidas preventivas estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas ou que apresentem sintomas da doença;
  • Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente.  Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Limpar e higienizar objetos e superfícies tocados com frequência;

Importante: 

  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem disseminação de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Transmissão

As investigações sobre a transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação da doença se dá por contato próximo de pessoa por pessoa e pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

A transmissibilidade dos pacientes infectados é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Até o momento, não há informações suficientes de quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus.

Sintomas

Os sintomas são semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais são indícios são:

  • Febre
  • Tosse
  • Dificuldade para respirar

Vale destacar que o vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). É necessária coleta de duas amostras na suspeita do coronavírus (COVID-19), que serão encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o RNA viral. O diagnóstico é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito.

Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Tratamento 

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. É recomendado repouso e consumo de bastante água. Outras medidas também devem ser adotadas para aliviar os sintomas, dependendo de cada caso, como, por exemplo:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos)
  • Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse

Importante: Ao surgirem os primeiros sintomas, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Marcelo consegue isenção do pedágio para veículos oficiais
Qua, 16 de Dezembro de 2015 15:28

Anexo-sem-título-00103.png

Um simples cartão, que cada veículo oficial do município de Santa Adélia deverá ostentar, garantirá uma economia de até R$ 8 mil por mês aos cofres municipais. Desde o dia 26 de novembro os veículos municipais de Santa Adélia não pagam mais o pedágio nas praças controladas por 12 concessionárias em estradas paulistas, graças a uma portaria da Artesp (Agência Reguladora de Transporte Terrestre do Estado de São Paulo).

 
Prefeitura promove combate ao Aedes e pede ajuda da população
Qua, 16 de Dezembro de 2015 15:10

Anexo-sem-título-00067.png


A Prefeitura de Santa Adélia, através da Secretaria Municipal de Saúde e do Sercesa (Serviço de Controle de Endemias de Santa Adélia) está convocando a população para reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, considerado hoje o inimigo número um dos brasileiros, e não sem razão. "Se antes nos preocupávamos com o potencial deste inseto em disseminar doenças graves, como febre amarela e dengue, hoje o combatemos também pela chikungunya e principalmente pelo risco da microcefalia nos bebês", aponta Fabrício Franco, secretário municipal de Saúde.

 
Projeto Guri termina semestre com apresentação
Qua, 16 de Dezembro de 2015 15:17

Projeto-Guri---encerramento-2.png

O Projeto Guri de Santa Adélia preparou uma apresentação para marcar o encerramento das aulas do segundo semestre de 2015. O evento foi realizado no dia 3 de dezembro, na escola municipal "Dr. Luiz Dumont" e contou com a presença e pais, amigos e familiares dos alunos.

 
Prefeito assina convênio com programa Vivaleite
Qua, 09 de Dezembro de 2015 10:18

Viva-Leite---Assinatura-Convenio-2.png

O prefeito de Santa Adélia, Marcelo Hercolin (Democratas) assinou novo convênio com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social para a manutenção do programa Vivaleite. A assinatura se deu no dia 30 de novembro, em São José do Rio Preto. Marcelo foi à cerimônia de assinatura acompanhado da secretária do Bem Estar Social de Santa Adélia, Nilza Herculin.

 


IPTU Verde