Screenshot_2020-05-15_SCPI_9_0_-_Transparencia.png

e-SIC

LogoOuvidoria

LogoTransparencia

banner-siafic

Rádio Santa Adélia

 

portal do cidadao

ITR01.jpg

holerite-oline.jpg

Mapa da cidade

Clique sobre a imagem

mapa_small

Fotos da Cidade

Links Úteis

 

Creche

Conheça nossa Instalação Modelo: Creche Escola Centenário

Visitação: Das 8h às 16h

Endereço: Rua Sebastião Rodrigues, nº 1085

Telefone: (17) 3571-4031

Agende sua visita!

Saiba mais sobre o coronavírus e como se prevenir

midiasB.jpg

O que é coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1...

Entre as medidas preventivas estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas ou que apresentem sintomas da doença;
  • Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente.  Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Limpar e higienizar objetos e superfícies tocados com frequência;

Importante: 

  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem disseminação de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Transmissão

As investigações sobre a transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação da doença se dá por contato próximo de pessoa por pessoa e pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • Gotículas de saliva;
  • Espirro;
  • Tosse;
  • Catarro;
  • Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

A transmissibilidade dos pacientes infectados é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas. Até o momento, não há informações suficientes de quantos dias anteriores ao início dos sinais e sintomas uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus.

Sintomas

Os sintomas são semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais são indícios são:

  • Febre
  • Tosse
  • Dificuldade para respirar

Vale destacar que o vírus pode ficar incubado por duas semanas, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). É necessária coleta de duas amostras na suspeita do coronavírus (COVID-19), que serão encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o RNA viral. O diagnóstico é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito.

Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Tratamento 

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. É recomendado repouso e consumo de bastante água. Outras medidas também devem ser adotadas para aliviar os sintomas, dependendo de cada caso, como, por exemplo:

  • Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos)
  • Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse

Importante: Ao surgirem os primeiros sintomas, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento.

Educação entrega alimentos arrecadados para Lar dos Velhinhos
Seg, 09 de Março de 2015 14:34

Anexo-sem-título-00103.jpg


Patrícia Cavalini

A secretária da Educação Néia Novelini da Cruz esteve no Lar dos Velhinhos Decolores de Santa Adélia para entregar os alimentos arrecadados com os estudantes universitários que utilizam o transporte cedido pela Prefeitura para outras cidades.

 
Cobertura vacinal de Santa Adélia supera média nacional
Qua, 18 de Fevereiro de 2015 16:22

Anexo-sem-título-00335.png

Gislaine Sampaio

A cobertura vacinal no município de Santa Adélia superou a média nacional em 2014. Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, com base nos números do Ministério da Saúde e nos registros das equipes de vacinação local.

 
Prefeitura faz arrastão de limpeza em toda a cidade
Qua, 18 de Fevereiro de 2015 16:25

Cidade-Limpa-4.png

Gislaine Sampaio

Para combater o mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, febre amarela e chikungunya, a Prefeitura de Santa Adélia reunirá equipes de todos os setores para realizar um grande arrastão de limpeza na cidade.

 
Santa Adélia reforça ações para combater a dengue durante o Carnaval
Qua, 18 de Fevereiro de 2015 16:19

Treinamento-Dengue-2.png

 

Gislaine Sampaio

Dois eventos realizados na última semana deram reforço ao trabalho de combate à dengue que é realizado em Santa Adélia. A principal preocupação das autoridades municipais de Saúde é com o Carnaval, que deverá atrair um grande público para Santa Adélia, com riscos de ampliar os casos de dengue.

 


IPTU Verde