piloto_floresta_urbana.jpg

Home Educação Pelo terceiro ano consecutivo, Santa Adélia recebe Circuito Sesc de Artes
Pelo terceiro ano consecutivo, Santa Adélia recebe Circuito Sesc de Artes PDF Imprimir E-mail
Seg, 01 de Abril de 2019 15:00

Patrícia Cavalini

Santa Adélia recebe, mais uma vez, o Circuito Sesc de Artes. O evento será realizado no dia 13 de abril, na praça Dr. Adhemar de Barros, a partir das 16 horas, e será totalmente gratuito. A organização é do Sesc com apoio da Prefeitura Municipal.

Por um dia, a praça se transformará em um polo de arte e cultura, com apresentações de circo, dança, música, teatro, cinema, tecnologia e artes, literatura e artes visuais.

"A importância do projeto está, sobretudo, ligada ao caráter democrático das ações, pensadas para aproximar o público das mais diversas formas de expressão da arte e de seus conteúdos. Ao levar as atividades para as praças, o Circuito Sesc de Artes cria pontes significativas entre as pessoas, os artistas e o próprio espaço", explica Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

O prefeito Guilherme Colombo da Silva, que estava batalhando a volta do Circuito com o Sesc há semanas, e conseguiu trazer o evento pelo terceiro ano consecutivo, disse que "a parceria com o Sesc é imprescindível, por trabalhar com diversos elementos artísticos de extrema qualidade, oferecidos de forma gratuita para a população. Movimentar o setor cultural e oferecer apresentações de qualidade para a comunidade será sempre meta de nossa administração. Esperamos que todos participem e prestigiem".

 

Atrações

Confira as atrações do Circuito Sesc de Artes em Santa Adélia:

- Čao Laru (BRA/FRA): A banda foi formada na França com a proposta conceitual dos integrantes serem músicos-interventores e de ocuparem espaços, estejam onde estiverem. Neste ano, o grupo lançou o disco "Fronteiras", em que fala de divisões geopolíticas, mas também sociais e virtuais. Sua sonoridade tem influência das melodias balcânicas, da canção francesa e de ritmos brasileiros, utilizando instrumentos acústicos e elétricos.

- Cabaré Le Pétit Potpourri - Grupo Parque do Circo (SP): Em um picadeiro a céu aberto, artistas brasileiros e internacionais se revezam para surpreender o público em números tradicionais de circo, como malabares, acrobacia e equilíbrio, porém, sempre com muito bom humor. A apresentação é acompanhada por música ao vivo, para prender o público no clima de cabaré circense.

- Parque do Circo: Crianças e adultos poderão se divertir nas estações de brinquedos inspirados em técnicas circenses, como malabares, pontaria, equilíbrio e acrobacia. Há labirintos individuais e para duplas para percorrer com uma bola, labirintos de cabeça, mesa de malabares, cactos para lançar argolas, barras e pranchas de equilíbrio e também perna-de-pau e pé-de-pau.

- As Artes Malasartes: A viagem de Pedro Malasartes - Teatro de Gravata (SP): O caipira malandro Pedro Malasartes resolve conhecer o outro lado da vida, já que ninguém voltou de lá para lhe dizer nada. Quando ele se encontra com Deus e o Diabo, eles vão brigar para ver quem fica com Pedro, já que nenhum dos dois quer levar esse presente. O espetáculo de teatro de rua é inspirado na cultura popular do Vale do Paraíba.

- Luminária Mosaico - Coletivo Sagui Lab (SP): Depois de aprender um pouco sobre mosaicos, espectro luminoso e composição de cores, os participantes da oficina vão utilizar papéis cortados a laser, recortes coloridos, desenhos e colagem para montar sua própria luminária tridimensional, com uma fita LED e bateria.

- Bicicleta Literária - Cia O Curioso (SP): Dois artistas circulam pela praça com sua bicicleta decorada e lúdica. A cada parada, o público encontra um novo universo de histórias, por meio de livros, ilustrações, bonecos, objetos, música - e até da própria bicicleta, que se transforma em palco. A companhia atua há mais de oito anos com pesquisas cênicas, teatro de animação, narração de histórias e música.

- Acessórios Lúdicos – Cauda e Asa de Bicho - Ana Carolina Botelho Pires - Projeto Roupa com História (SP): Os participantes da oficina vão criar um par de asas ou uma cauda de dinossauro, feitas com feltro e aplicações em tecidos e aviamentos. A proposta é estimular a coordenação motora e a concentração enquanto incentiva-se a criatividade das crianças.