piloto_floresta_urbana.jpg

BannerMunicipioVerdeAzul

Home Meio-Ambiente Prefeitura pede que população economize água
pdf-icon Resolução conselho municipal de meio ambiente pdf-icon Guia de Arborização Urbana
Prefeitura pede que população economize água PDF Imprimir E-mail
Seg, 23 de Setembro de 2019 12:13

Lavando calcada

Patrícia Cavalini

Os últimos dias têm sido de muito sol, calor e tempo seco em Santa Adélia. Fatores que corroboram para o aumento do consumo de água. Mas, segundo o prefeito Guilherme Colombo da Silva, a época é para economia.

A cidade é abastecida por poços artesianos, que captam água do aquífero Bauru, mas a recuperação dos lençóis freáticos tem sido mais lenta. "Não está chovendo como deveria e as temperaturas estão mais elevadas, o que favorece o aumento do consumo", avalia o prefeito.

"A falta de chuvas acaba levando as pessoas a usarem água tratada, que distribuímos para toda a população, para lavar quintais, calçadas e até carros, e isso é um desperdício que precisa ser evitado", avisa Guilherme.

"Os nossos poços trabalham ininterruptamente para abastecer a cidade e isso também é preocupante. Alguns deles nem conseguem trabalhar em sua total capacidade, estão trabalhando apenas com 40, 50%. Por isso pedimos o bom senso dos moradores, pois economizar é um dever de todos", pediu o prefeito.

Com os números em mente, gritando por moderação, os agentes de fiscalização saem às ruas para verificar se a lei, aprovada em 2015, está sendo cumprida e se ações que são consideradas desperdício estão acontecendo. "Lavar calçadas, ruas ou quintais com uso contínuo de água; manter vazamentos de água; manter torneiras, canos, conexões, válvulas, caixas d ́água e reservatórios, tubos ou mangueiras eliminando água continuamente; lavagem de veículos com uso contínuo de água, excetuando-se os casos de lava-cars e postos de abastecimento, que deverão possuir sistema visando à redução do consumo de água ou a reutilização desta, a ser verificada quando do seu licenciamento; preencher piscina", são alguns dos casos. O infrator, ao ser flagrado, recebe uma advertência, através de notificação. "Se a notificação não for cumprida, a multa, no valor de R$ 299,75, é aplicada e o valor dobra em caso de reincidência", explica Guilherme.

O prefeito também informa que em alguns pontos da cidade, durante algum período do dia, a água já está ficando mais escassa. "Como não há água suficiente nos poços, as bombas acabam puxando areia, o que ocasiona o travamento dessas bombas. Pedimos a colaboração dos santa-adelienses. A água é um bem precioso e de extrema necessidade para todos, por isso devemos usar com responsabilidade e moderação", finaliza.