Santa Adélia recebeu mais de 25 milhões em repasses nos últimos 3,5 anos PDF Imprimir E-mail
Seg, 23 de Julho de 2012 15:17

029

O município de Santa Adélia recebeu repasses históricos do governo do Estado e da União nos últimos cinco anos e meio. O montante passa dos R$ 25 milhões, representa quase um ano de orçamento do município, e veio das mais diversas secretarias e ministérios para atender demandas pontuais e projetos de desenvolvimento da cidade.

Na esfera estadual os repasses vieram das Secretarias do Planejamento (22); Esportes, Lazer e Turismo (6); Habitação (3); Fundo Social de Solidariedade do Estado (2); Fecop (2), Saúde (3), DAEE, Defesa Civil, Educação, Turismo, Agricultura e FEHIDRO com um repasse cada. O total dos valores chega a R$ 19.381.051,46 desde 2009 até meados de 2012 e teve a contrapartida de pouco mais de R$ 290 mil por parte da Prefeitura para viabilizar os investimentos. Dentre os projetos realizados com verbas estaduais estão recapeamentos, ampliação e reforma de escolas, construção de muros de arrimo e contenção, asfalto e regularização do Jardim Primavera, reformas e ampliação de Unidades Básicas de Saúde, reforma de estádio, construção de praças, centro comunitário e áreas de lazer e a construção de 200 moradias.

Do governo federal a administração municipal conseguiu repasses dos ministérios da Ciência e Tecnologia (1); Esportes (1); Integração Nacional (1); Emprego e Trabalho (1); Desenvolvimento Social (1); Educação (3), Cidades (4), Saúde (5), e Turismo (8). Os repasses foram e continuam sendo aplicados em diversas obras e intervenções na cidade e somam R$ 5.716.203,25 com outros R$ 151.233,27 como contrapartida da Prefeitura. Dentre as obras realizadas ou a realizar estão reforma de Unidade Básica de Saúde, recuperação e reforma da Praça Adhemar de Barros e da fonte, construção do Portal da Cidade, recapeamentos, Creches, Unidade Básica de Saúde e investimentos na Educação.
O prefeito Marcelo Hercolin afirma que a conquista destes recursos foi extremamente importante para a cidade, pois permitiu que inúmeras necessidades fossem atendidas, como a recuperação dos estragos provocados pelas chuvas de 2010, além de possibilitar a realização de importantes obras para o desenvolvimento da cidade e o atendimento a setores que estavam estrangulados. "O orçamento do município é limitado e precisamos sempre buscar alternativas para colocar em prática o que acreditamos ser necessário para a população viver bem e a cidade se desenvolver", avalia.

Para que a cidade esteja sempre entre as que recebem verbas, seja do Estado ou no governo federal, é preciso cultivar contatos, firmar apoios e mostrar resultados. O governador Geraldo Alckmin, por exemplo, foi claro em vários discursos sobre a necessidade de atender os municípios com boa pontuação no programa Município Verde Azul, da Secretaria de Meio Ambiente, por exemplo. Nesta área Santa Adélia tem se desenvolvido a olhos vistos. No início deste ano conquistou o selo e garantiu investimento de R$ 130 mil, usado na compra de um caminhão para a coleta seletiva do lixo na cidade e nos distritos. Além disso, abriu importantes portas para a busca de novos recursos que poderão ser aplicados no município.

Os objetivos alcançados pela administração municipal em Santa Adélia podem ser considerados como fruto de um trabalho focado em resultados. O cenário local pode ser comparado a outros encontrados em cidades onde o gestor trabalha para que as coisas saiam do papel e efetivamente aconteçam. Para o administrador e consultor em Gestão Pública, Rafael Jardim, que trabalha em Brasília, este é o perfil do gestor do futuro, "aquele que foca nos resultados e trabalha para que aconteçam".

Unidade Básica de Especialidades recém inaugurada em Santa Adélia, mais uma opção de atendimento para a população.