Home Social Secretária participa do evento de apresentação do Fundo Social do Estado de São Paulo
Secretária participa do evento de apresentação do Fundo Social do Estado de São Paulo PDF Imprimir E-mail
Seg, 08 de Abril de 2019 17:31

reuniao fundo social

Patrícia Cavalini

A secretária do Bem-Estar Social, Marcela Alvares esteve no dia 25 de março, no Palácio dos Bandeirantes, no evento de apresentação do Fundo Social do Estado de São Paulo para o ano de 2019, com presença do governador João Doria e da primeira-dama e presidente do Conselho do Fundo, Bia Doria, além do vice-governador e secretário de governo Rodrigo Garcia e o presidente executivo do Fundo Social, Felipe Sabará. Marcela esteve representando a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Santa Adélia, Jucieli Costa.

Esta foi a primeira apresentação do Fundo Social este ano, que teve mudanças estruturais e, por decreto, não tem mais o "Solidariedade" no nome, além de focar sua gestão principalmente na geração de emprego e renda e no estímulo ao empreendedorismo no Estado, uma das marcas da nova gestão.

No discurso de abertura, a presidente do Conselho do Fundo, Bia Doria, ressaltou a dinâmica jovem e moderna que caracteriza a nova equipe do Fundo Social. "O Fundo Social vai se modernizar, nós vamos dar sequência a tudo que já existia, mas com um toque de João Doria lá. Nossa equipe é formada por uma galera jovem, dinâmica e com mentalidade moderna para fazer nosso Estado ser o número um do Brasil", disse a primeira-dama.

Em seguida, foi a vez do Governador João Doria falar sobre as novidades propostas pelo Fundo Social de São Paulo, em especial as iniciativas para ampliar ainda mais sua função social e o engajamento e apoio de todos os prefeitos do território paulista.

O governador ressaltou ainda a missão do Fundo Social de gerar emprego e renda, com o objetivo de reduzir cada vez mais a desigualdade social no Estado. Para isso, as escolas profissionalizantes do Fundo terão ainda módulos de Educação Financeira e Empreendedorismo.

Entre as principais funções do Fundo Social estão a qualificação da mão-de-obra e capacitação profissional e a captação de recursos para melhorar a infraestrutura e os serviços prestados pela rede de escolas profissionalizantes, que estarão cada vez mais alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e com as diretrizes das Secretarias de Estado de Educação e Desenvolvimento Regional.

As já conhecidas escolas do Fundo estão sendo redesenhadas e outras estão sendo criadas a partir de demandas populares, como a futura Escola de Computação e Programação. A Escola de Construção Civil, por exemplo, vai se tornar Escola de Bioconstrução, com foco na sustentabilidade e urbanismo. Já a Escola de Beleza incorporou Estética e Bem-Estar, e a Escola de Moda ampliou para Papelaria, Casa e Artesanato.

"O Fundo Social de São Paulo passa a ter um novo paradigma de atuação. O FUSSP está mais voltado à geração de emprego, ao reconhecimento do que é a vocação de cada região do estado e em oportunizar mudanças de vida para a população dos municípios. Percebi que a diretoria executiva tem ideias inovadoras e está buscando fortalecer a política pública de assistência social. Espero que alcancem bons resultados e tenho certeza que a primeira-dama Jucieli estará disposta a contribuir para que essas inovações se concretizem em Santa Adélia", disse Marcela.