Home Social Social inicia os grupos de Fortalecimento de Vínculos com atividades diferenciadas
Social inicia os grupos de Fortalecimento de Vínculos com atividades diferenciadas PDF Imprimir E-mail
Qua, 18 de Março de 2020 10:13

Inicio atividades CRAS 1

Patrícia Cavalini

No dia 06 de fevereiro o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Gessy Mota Formigoni iniciou as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) com crianças, adolescentes e idosos, incluindo nova oficina de Danças Urbanas.

Para as crianças e adolescentes de 7 a 14 anos foram oferecidos rodas de contação de histórias e rodas de conversa com a coordenadora do CRAS, Cristiane Raydan. Ao final das atividades o professor de Danças Urbanas Gerson Faria ofereceu uma aula a todos os integrantes do SCFV como forma de apresentar-se e também para que todos pudessem conhecer esse estilo de dança, já que participação de oficinas de dança.

As aulas serão oferecidas duas vezes por semana a todos que fazem parte do serviço e que se interessarem, “pois o objetivo não é obrigar as crianças e adolescentes a fazer quaisquer atividades, mas mostrar os benefícios que a dança pode oferecer a quem a pratica; tanto para a interação social quanto para a saúde física e psicológica”, disse a coordenadora do CRAS, Cristiane Raydan.

Gerson Faria tem 20 anos de experiência com dança e 18 anos de trabalho em projetos sociais em São José do Rio Preto e outros municípios da região. Inclusive atuando por nove anos na IASE (Instituição de Assistência Social Ezequiel) em Santa Adélia. Participou do Congresso Nacional de Dança e a partir disso foi convidado a apresentar-se na Itália, onde permaneceu por dez meses passando pelas cidades de Terracina, Fondi e Milão.

No mesmo dia, no período da tarde, o CRAS recebeu os idosos que estão acolhidos no Lar dos Velhinhos Decolores de Santa Adélia. Durante a atividade com esse grupo a oficineira Denise Costa de Oliveira falou das maravilhas do mundo e levou os idosos a se reconhecerem como uma dessas maravilhas e proporcionar um momento de lazer e alegria. “Essa interação com o Lar dos Velhinhos é importante por integrarmos esses idosos com a comunidade, por mostrar que essas pessoas são cidadãs, detentoras de direitos e fazem parte da nossa cidade”, explicou a secretária do Bem-Estar Social, Marcela Alvares.

        Ao final de cada atividade, a equipe da Proteção Social Básica do CRAS entregou uma lembrança confeccionada pelas próprias técnicas e oficineiras, como forma de marcar o início do ano de trabalho com os grupos.

Inicio atividades CRAS 2