Home Social Social realiza Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conferência Lúdica
Social realiza Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conferência Lúdica PDF Imprimir E-mail
Seg, 10 de Setembro de 2018 19:37

Patrícia Cavalini

Seguindo o calendário estabelecido pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA), o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Gessy Mota Formigoni e a Secretaria do Bem-Estar Social de Santa Adélia realizaram no dia 30 de agosto a IV Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a II Conferência Lúdica.

A Conferência foi organizada em todas as suas fases: abertura, leitura do regimento interno, palestra para apresentação do tema central, apresentação artística, oficinas e encerramento.

Prestigiaram o evento a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade Jucieli Costa; o secretário de Esportes Luciano Lima, o Bula; e o vereador Michel Aranha.
Em 2018, o tema central da Conferência foi Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências, apresentado pela coordenadora do CRAS, Cristiane Moraes Junta Raydan.

Os eixos de trabalho foram: Garantia de direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social; Prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes; Orçamento e financiamento das políticas para crianças e adolescentes; Participação, comunicação social e protagonismo de crianças e adolescentes; e Espaços de gestão e controle social das políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

Esses eixos foram apresentados e debatidos com 150 crianças e adolescentes divididos em grupos menores que ficaram sob a responsabilidade das técnicas e oficineiras do CRAS, Joana Ercolin Teixeira, Denise Costa de Oliveira, Letícia Santo Terebelli e pela secretária do Bem-Estar Social, Marcela Alvares. De forma lúdica, em oficinas, cada eixo promoveu propostas que serão enviadas para apreciação na Conferência Estadual que acontecerá em 2019.

Alunos do Centro Municipal de Complementação Educacional fizeram apresentação de rap com letras conhecidas de público ou letras escritas com auxílio da equipe do CRAS.

“Trabalhamos todos os dias na prevenção de violências relacionadas a crianças e adolescentes e para que tenham seus direitos garantidos. Trabalhamos também para que os adolescentes assumam o protagonismo de suas vidas para que se tornem adultos responsáveis e conscientes de seus deveres sociais”, disse a coordenadora do CRAS, Cristiane.

“A Conferência de 2018 nos proporcionou grande satisfação e esperança, pois pudemos ver nos olhos de cada participante o interesse em falar sobre sua realidade enquanto crianças e adolescentes, eles tiveram espaço e voz para se expressar e isso é muito importante”, salientou Marcela Alvares.