Home Social Social realiza encerramento da Campanha Setembro Amarelo
Social realiza encerramento da Campanha Setembro Amarelo PDF Imprimir E-mail
Seg, 15 de Outubro de 2018 17:05

Patrícia Cavalini

No dia 03 de outubro, a política de Assistência Social realizou uma reunião com beneficiários dos programas Bolsa Família e Renda Cidadã que marcaram o encerramento oficial da campanha de combate ao suicídio, conhecida como Setembro Amarelo.

Durante todo o mês de setembro, o Social realizou diversas atividades que buscaram conscientizar as famílias e comunidade sobre a importância de falar sobre o tema, pois somente o esclarecimento sobre os aspectos que envolvem o suicídio podem trazer luz às pessoas que pensam nessa atitude extrema.

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Gessy Mota Formigoni realizou atividades com crianças e adolescentes que frequentam o Centro Municipal de Complementação Educacional, com oficinas lúdicas; os adolescentes do grupo Jovens em Ação participaram de pedágio na rua XV de Novembro, fazendo panfletagem para informar os pedestres e motoristas sobre o assunto.

Os profissionais do CRAS e da Secretaria do Bem Estar Social fecharam parceria com a escola Adelino Honorato Bertolo, apresentando diversas oficinas para os alunos, que trataram do suicídio, da valorização da vida, da importância de perceber os sinais que os suicidas emitem, sobre como ajudá-los, entre outros.

Outra ação organizada pelo CRAS foi a disponibilização de caixas de dúvidas e desabafos alocadas nas escolas E.E. Giuseppe Formigoni e E.M.E.F. Adelino Honorato Bertolo. Nas caixas, os alunos puderam expressar suas dúvidas sobre o tema, suas angústias, seus problemas e seus medos, sempre sem identificação. Essa ação fez com que os profissionais da Assistência Social decidissem estender algumas atividades do Setembro Amarelo, pois foram depositados diversos relatos de crianças e adolescentes ligados à automutilação e pensamentos suicidas. Nesse sentido, a equipe multiprofissional promoverá ações nas escolas mencionadas.

Para além da programação realizada, a Assistência Social alerta para a importância de o suicídio ser motivo de atenção durante todo o ano, não só por parte do poder público, mas também das famílias e amigos.

“Ao contrário do que muitos pensam, o suicida, algumas vezes, dá sinais de que pensa em dar fim à própria vida, portanto, é preciso estarmos atentos às dores daqueles que estão a nossa volta e jamais julgar as razões que levam a pessoa a pensar em suicidar-se. A campanha, idealizada pela equipe do CRAS, busca trazer o assunto à tona e mostrar à população que o município possui meios de tentar ajudar aqueles que pensam nessa atitude extremada”, explicou a secretária do Bem Estar Social, Marcela Alvares.